ESPAÇO DE CONFLITO

ESCOLA E RISCO OCUPACIONAL

Autores

  • Sandra de Fátima Petri Meloti

DOI:

https://doi.org/10.56069/2676-0428.2022.132

Palavras-chave:

Conflito, Riscos Ocupacionais, Comunidade Escolar.

Resumo

A escola é uma das instituições mais afetadas em cenários de conflito, porque não só seu dia é alterado, mas seu funcionamento depende em grande medida do que está passando com a sociedade e a forma como os atores em conflito respeitam os direitos dos demais. Diante desse cenário, este estudo busca caracterizar a escola como um espaço de conflito, destacando os riscos ocupacionais para os membros da comunidade escolar. Assim, é de extrema importância que os ambientes escolares comecem a construir uma reflexão sobre os efeitos que os conflitos trazem para as escolas brasileiras.

Biografia do Autor

Sandra de Fátima Petri Meloti

Graduada em Pedagogia pela Unisulbahia, ano 2004; Pós-graduada em Especialização em Educação Infantil, pela Faculdade Batista Brasileira, ano 2010, Pós graduada em Especialização em Psicopedagogia Institucional e Clínica, ano 2011.

Referências

ANDRADE, Patrícia Santos. CARDOSO, Telma Abdalla de Oliveira. Prazer e dor na Docência: revisão bibliográfica sobre a Síndrome de Burnout. Saú-de e Sociedade. V.21, n.1, 2012, p.129-140. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v21n1/13.pdf>. Acesso em: 24 de Fev. 2016.

ARANTES, Delaíde Alves Miranda. Doença Ocupacional e Estabilidade no Emprego. A Saúde dos trabalhadores na Educação. In: Direitos Trabalhistas e previdenciários dos trabalhadores no ensino privado. São Paulo: Ltr, 2008.

AZEVEDO, Lucas. Professora é agredida por aluna dentro da escola em Parobé, no RS. Do Uol, Porto Alegre, 19 de Ago. 2015. Disponível em: <http://educacao.uol.com.br/noticias/2015/08/19/professora-e-agredida-por-aluna-dentro-de-escola-em-parobe-no-

BRASIL: campeão mundial na violência contra professores. Set. 2014. Publicado por Luiz Flávio Gomes. Disponível: <http://professorlfg.jusbrasil.com.br/artigos/136798228/brasil-campeao-mundial-na-violencia-contra-professores?ref=topic_feed>. Acesso em: 17 de mar. 2016.

ELIAS, Maria Auxiliadora. Violência Escolar: caminhos para compreender e enfrentar o problema. 1.Ed. São Paulo: Ática Educadores, 2011. 96p: il.. – (Educação em ação).

FERREIRA, Aurélio Buarque de Olanda. 1910-1089. Minidicionário Século XXI Escolar. O minidicionário da língua portuguesa. Coordenação e edição, Margarida dos Anjos; Marina Baird Ferreira, lexicografia, Margarida dos Anjos [et.al]. 4 ed. rev.ampliada. Nova Fronteira, 2001.

PERRENOUD, Philippe. Os Dez Não-Ditos ou a Face Escondia da Profis-são Docente. In Espaço Pedagógico (Universidade de Passo Fundo, Brasil). v.6, n.2. Dez, 1999.

PORTO, M. F. de Souza. Cadernos de Saúde do Trabalhador. Análise de riscos nos locais de trabalho: conhecer para transformar. Jun. 2000. Dis-ponível:<https://normasregulamentadoras.files.wordpress.com/2008/riscos_trabalho.pdf>. Acesso em: 24 de Fev. 2016

RANJARD, P. Les enseignans persécutés. Paris: Robert Jauze, 1984.

SERVILHA, Emilse Aparecida M. LEAL, Rayana de Oliveira. F. HIDAKA, Mari-ene. T. U. Riscos ocupacionais na legislação trabalhista brasileira: desta-que para aqueles relativos à saúde da voz do professor. Revista da Socie-dade de Fonoaudiologia, Vol.15 n.4, 2010.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Construção do conhecimento em sala de aula. 6. ed. São Paulo: Libertad, 1997.

Downloads

Publicado

2022-04-25

Como Citar

MELOTI, S. de F. P. . ESPAÇO DE CONFLITO: ESCOLA E RISCO OCUPACIONAL. Revista Científica FESA, [S. l.], v. 1, n. 13, p. 155–169, 2022. DOI: 10.56069/2676-0428.2022.132. Disponível em: https://revistafesa.com/index.php/fesa/article/view/132. Acesso em: 16 maio. 2022.