TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA:

UM DESAFIO INCLUSIVO

Autores

  • Andrea Neves da Silva

DOI:

https://doi.org/10.29327/232022.1.4-3

Palavras-chave:

Transtorno do Espectro Autista, Inclusão, Profissionais de Educação.

Resumo

Com o avanço das políticas inclusivas no meio educativo, é cada vez mais comum que as unidades escolares recebam alunos diagnosticados com algum tipo de necessidade específica. Dessa forma, a presente pesquisa objetiva analisar como ocorre a inclusão de alunos com Transtorno do Espectro Autista nas salas de aula. O problema que fomentou este estudo foi de que os profissionais de educação nem sempre sabem como lidar com a inclusão de alunos com Transtorno do Espectro Autista e, inclusive, não recebem nenhum orientativo para isso. Para verificar essa situação, foram coletados dados bibliográficos em diversas plataformas de pesquisa e foram analisados qualitativamente. Com essa pesquisa, busca-se publicizar uma situação que, por vezes, é silenciada dentro das escolas sob a justificativa de não haver o que fazer com esses alunos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista.

Biografia do Autor

Andrea Neves da Silva

Possui graduação em Pedagogia pelo Centro Universitário Moacyr Sreder Bastos (2006) e especialização em Gestão Escolar: Orientação e Supervisão na Área de Educação pelo Centro Universitário Barão de Mauá (2014). Atualmente, é Professor II da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.

Referências

ALVES, R. A Escola com que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir. Campinas, SP: Papirus, 2001.

BOMBONATTO, Q. Código de ética do psicopedagogo. Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp), 2010. Disponível em: https://www.abpp.com.br/artigos/documentos_referencias_codigo_etica.html. Acesso em 23 de out. de 2020.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n.º 9.394 de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental introdução aos parâmetros curriculares nacionais/ Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Programa Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais. (2007) Disponível em: http://portal.mec.gov.br/pet/194-secretarias-112877938/secad-educacao-continuada-223369541/17430-programa-implantacao-de-salas-de-recursos-multifuncionais-novo. Acesso em 18 de out. de 2020.

BRASIL. (PNEE) Nova Política Nacional de Educação Especial é lançada em Brasília. (2020) Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/educacao-e-pesquisa/2020/09/nova-politica-nacional-de-educacao-especial-e-lancada-em-brasilia Acesso em 22 de out. de 2020.

CUNHA, E. Autismo e Inclusão: psicopedagogia práticas educativas na escola e na família. Rio de Janeiro: Wak Ed., 2009.

CUNHA, E. Autismo na escola: um jeito diferente de aprender, um jeito diferente de ensinar – ideias e práticas pedagógicas. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2017.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia Saberes Necessários à prática educativa. 1996.

GIANNINI, Deborah. Aumenta número de crianças com autismo, segundo pesquisa, 2018. Disponível em: https://noticias.r7.com/saude/aumenta-numero-de-criancas-com-autismo-segundo-pesquisa-27042018 Acesso em 18 de out. De 2020.

LEVIN, E. A clínica psicomotora: o corpo na linguagem, 2007. Disponível em: http://www.faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/vzrPzX88UISehdj_2013-6-28-15-57-0.pdf. Acesso em: 22 de out. de 2020.

NETO, B. Dispõe sobre a regulamentação da profissão de Psicopedagogo, cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicopedagogia e determina outras providências, 2007. Disponível em: https://abpp.com.br/pl3124-1997.pdf. Acesso em 20 de out. de 2020.

ORRÚ, S. E. Autismo, linguagem e educação: interação social no cotidiano escolar. Rio de Janeiro: Wak, 2012.

PEGO, M. G. T. Psicopedagogia Online, 2003. Disponível em: www.psicopedagogia.com.br/artigos. Acesso em 16 de out. de 2020.

RODRIGUES, J. M. C.; SPENCER, E. A criança autista: um estudo psicopedagógico. Rio de Janeiro: Wak, 2010.

RUBINSTEIN, E. Regulamento da Profissão do Psicopedagogo. Revista Psicopedagógica. v. 19, n. 54, p. 25, 2001.

VARELLA, D. Distúrbio de Linguagem, 2011. Disponível em: www.drauziovarella.com.br. Acesso em 22 de out. de 2020.

VILLELA, F.; ARCHANGELO, A. Fundamentos da escola significativa. São Paulo: Ed. Loyola, 2013.

WHITMAN, T. L. O desenvolvimento do autismo. São Paulo: M. Books do Brasil Editora Ltda, 2015.

Downloads

Publicado

2021-05-27

Como Citar

SILVA, A. N. da. TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA: : UM DESAFIO INCLUSIVO. Revista Científica FESA, [S. l.], v. 1, n. 4, p. 33–51, 2021. DOI: 10.29327/232022.1.4-3. Disponível em: https://revistafesa.com/index.php/fesa/article/view/36. Acesso em: 5 dez. 2022.