APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS E INCENTIVO ÀS PRÁTICAS DE LEITURA

Autores

  • Mauricio Ferreira Chaves

DOI:

https://doi.org/10.29327/232022.1.4-5

Palavras-chave:

Práticas Educativas, Aprendizagem por Projetos, Leitura.

Resumo

As práticas educativas tiveram de se adequar às demandas modernas inerentes ao novo perfil de alunado. Junto a esse movimento, surgiram teorias inovadoras que possibilitaram uma nova forma de desenvolver habilidades em sala de aula. Nesse movimento, o ato de ler também se modificou, sendo necessárias iniciativas para se manter o incentivo às práticas de leitura. Um desses caminhos é a Aprendizagem Baseada em Projetos que trouxe uma metodologia de ensino mais coadunada à realidade dos estudantes de Educação Básica, em específico. Assim, o presente estudo busca relacionar a Aprendizagem Baseada em Projetos ao incentivo às práticas de leitura ao longo da Educação Básica. Para tanto, foram consultados materiais, artigos, monografias, dissertações e teses relacionados às duas unidades de análise em questão: a Aprendizagem Baseada em Projetos e a leitura. Desse modo, espera-se com esta investigação que se destaque no meio educativo a importância de um ensino planejado e intencional no que tange ao estímulo constante por textos escritos a fim de possibilitar uma inserção de estudantes na comunidade leitora.

Biografia do Autor

Mauricio Ferreira Chaves

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal Fluminense (2008); é pós-graduado em Gestão Pública Municipal pela Universidade Federal Fluminense (2012), em Gestão de Saúde Pública na UFF (2018), e em Administração Pública na UFF (2019).

Referências

ARAÚJO, H. S. V. R. Aprendizagem Baseada Em Projetos: aplicação nas disciplinas de Organização e Métodos e Gestão da Qualidade e Produtividade no curso de Administração. Trabalho de Curso apresentado ao Centro de Ciências Sociais Aplicadas, da Universidade Federal da Paraíba / UFPB, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/16221/1/HS VRA311 02019.pdf Acesso em 25 mai. 2021.

ARAÚJO, D. da S.; XAVIER, E. D. de S. Educação Financeira e a linguagem: uma proposta transversal a partir do gênero textual fábula. Revista Científica FESA, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 50–63, 2021. DOI: 10.29327/232022.1.2-4. Disponível em: https://revistafesa.com/index.php/fesa/article/view/12. Acesso em: 24 maio. 2021.

BALSELLS, M. A. C.; CHAMORRO, V. A. P.; PEREA, J. G. A. DE. Aprendizaje basado en proyectos y trabajo en equipo: innovando en la docencia de la asignatura sistemas contables informatizados. Revista de Innovación Docente, vol. I, Sevilla, Espanha, 2012.

BARTLETT, L. To seem and to feel: situated identies and literacy practices. Teachers College Record. Columbia University, v. 109, n. 1, p. 51-69, january 2007.

BENDER, W. N. Aprendizagem Baseada em Projetos: educação diferenciada para o século XXI. Porto Alegre: Penso, 2014.

CARLETI, R. C. A leitura: um desafio atual na busca de uma educação globalizada. ES, 2007. Disponível em http://www.univen.edu.br/revista. Acesso em maio de 2021.

CERQUEIRA, J. B. de S. Material didático: recursos para o aprimoramento do ensino de língua portuguesa à luz da cognição. Revista Científica FESA, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 59–78, 2021. Disponível em: https://revistafesa.com/index.php/ fesa/article/view/5. Acesso em: 24 maio. 2021.

CORDEIRO, K. C. L. V. Ensino tradicional x ensino crítico: desafios e problemas Metodológicos do ensino de história na escola estadual Frei André da Costa. Monografia apresentada à Coordenação do Curso de História da Universidade do Estado do Amazonas, 2017. Disponível em: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br/bitstream/riuea/836/1/Ensino%20Tradicional%20x%20Ensino%2 0Cr%C3%ADtico-%20desafios%20e%20problemasMetodol%C3%B3gicos%20do%20Ensino%20de%20Hist%C3%B3ria%20na%20Escola%20Estadual%20Fr ei%20Andr%C3%A9%20da%20Costa.pdf Acesso em: 25 mai. 2021.

DE MATOS THEISEN, J.; ALVES, A.; VAN HATTUM-JANSSEN, N. Práticas de leitura e escrita no trabalho em equipas na Aprendizagem baseada em Projetos. Project Approaches in Engineering Education, 2016. Disponível em https://scholar.google.com.br/scholar?cluster=10816921969898228481&hl=pt-BR&as_sdt=0,5 Acesso em 25 maio 2021.

GOSZTONYI, R. T. A importância de incentivo à leitura. INEP, 2012.

FISCHER, A. A construção de letramento na esfera acadêmica. Tese (Doutorado) Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2007.

KATZENBACH, J. R.; SMITH, D. K. A Força e o Poder das Equipes. São Paulo: Makron, 1994.

KLEIMAN, A. Texto e Leitor: aspectos cognitivos da leitura. 14. ed. São Paulo: Pontes, 2011.

LEA, M. R.; STREET, B. V. The academic literacies model: theory and applications. Theory into Practice. v. 4, n. 45, p. 368-377, 2006.

MARTINS, M. H. O que é leitura. 19. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

NEUMANN, S. E.; BORELLI, V. A.; OLEA, P. M. Aprendizagem Baseada em Projetos no Curso de Administração: Um Estudo de Caso em uma Instituição de Ensino da Serra Gaúcha. XVI Mostra de Iniciação Científica, Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, 2016.

RODRIGUEZ-SANDOVAL, E.; VARGAS-SOLANO, É. M.; LUNACORTES, J. Evaluación de la estratégia “aprendizaje basado en proyectos”. Educ. Educ., v.13, n 1, p. 13-25, 2010.

SMITH, F. Leitura Significativa. 3. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1999.

SOLÉ, I. Estratégias de leitura. 6. ed. Porto Alegre: Artimed, 1998.

UEBE MANSUR, A. F.; ALVES, A. C. A importância da avaliação por pares e autoavaliação em ABP aplicada a um curso de Administração. RIAEE Araraquara, v. 13, n. esp1, p. 456-473, 2018.

VÓVIO, C. L.; SOUZA, A. L. S. Desafios metodológicos em pesquisas sobre letramento. In: KLEIMAN, A.; MATÊNCIO, M. L.(orgs.) Letramento e formação do professor. Campinas: Mercado de Letras, 2005. p. 41-64.

Downloads

Publicado

2021-05-27

Como Citar

CHAVES, M. F. APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS E INCENTIVO ÀS PRÁTICAS DE LEITURA. Revista Científica FESA, [S. l.], v. 1, n. 4, p. 81–94, 2021. DOI: 10.29327/232022.1.4-5. Disponível em: https://revistafesa.com/index.php/fesa/article/view/38. Acesso em: 5 dez. 2022.